Estacas strauss

As estacas strauss são estacas moldadas in-loco. O equipamento para a cravação é composto por: um guincho, um tripé, um pilão, uma sonda e algumas camisas de aço.

O processo de fundações inicia com o pilão, sendo introduzido no chão através de queda livre até a profundidade que se conseguir atingir. Em seguida, as camisas de aço começam a ser cravas com a sonda, ao mesmo tempo em que se vai cravando a camisa, serão retiradas as lamas de dentro da estaca. Como as camisas medem 2,20 metros linear, tem que se proceder a emenda até que se chegue ao terreno resistente.

Processo de concretagem com as Estacas strauss

Após escoamento da lama será iniciada a concretagem que deve ser feita com concreto de 15 mpa, com pouca água. É colocada uma pequena quantidade de concreto dentro do tubo e será feito o apiloamento desse concreto. Simultaneamente, retira-se a camisa de dentro da estaca e será repetido o processo até que se obtenha a altura desejada para colocar a ferragem. Após colocada a ferragem, a concretagem será completada com concreto dosado com mais água e então será retirada a última camisa de aço.

A produção média diária de estacas strauss é de 50 metros. Para a eficiência de carga deste tipo de estaca conforme a NBR 6122/1996. 0,250 mm Ø | carga admissível | 20 ton. f. 0,320 mm Ø | carga admissível | 30 ton. f. – 0,400 mm Ø | carga admissível | 40 ton. f.

Este é um dos mais antigos tipos de fundação profunda, usado em obras de construção civil. Mas com o desenvolvimento de novas tecnologias, este tipo de fundação tem aos poucos sido deixado de lado. Por ser de execução muito lenta e ainda oferecer diversos inconvenientes, como exemplo: muita sujeira, vibrações rachaduras em obras vizinhas. Com as estacas strauss geralmente são substituídas por outros tipos de fundação. As estacas hélice contínua e as hélice segmentada, são as melhores escolhas para substituir as estacas Strauss.

Confira as vantagens da estacas hélice acessando o site da HSL Perfuratriz.